sábado, 30 de abril de 2011

Palavras para a Minha Mãe


Mala forrada a lantejoulas pretas, pega com corrente grossa e fita de cetim passada entre os elos; pregadeira - flor - feita com lantejoulas pretas grandes, pérolas grandes e peças metálicas.


mãe, tenho pena. esperei sempre que entendesses

as palavras que nunca disse e os gestos que nunca fiz.
sei hoje que apenas esperei, mãe, e esperar não é suficiente.

pelas palavras que nunca disse, pelos gestos que me pediste
tanto e eu nunca fui capaz de fazer, quero pedir-te
desculpa, mãe, e sei que pedir desculpa não é suficiente.

às vezes, quero dizer-te tantas coisas que não consigo,
a fotografia em que estou ao teu colo é a fotografia
mais bonita que tenho, gosto de quando estás feliz.

lê isto: mãe, amo-te.

eu sei e tu sabes que poderei sempre fingir que não
escrevi estas palavras, sim, mãe, hei-de fingir que
não escrevi estas palavras, e tu hás-de fingir que não
as leste, somos assim, mãe, mas eu sei e tu sabes.

José Luís Peixoto

1 comentário:

cecilia disse...

Olá!!!!!!!!!!!!!!!!!!
lindo o texto que publicou
Mãe palavra única por ser aquela que nos transmite toda a felicidade até k um dia Meu Deus.............Eu já não tenho a minhã mas continua viva no meu coração mesmo depois de morrer acho que não a vou esquecer ..........mas ver se a Encontro.............
Bjnhos
Cecília Campos